Arroz com fibra de Caju

Nenhum comentário

Apesar de ser uma receita típica do Nordeste brasileiro, escolhemos o Arroz com fibra de Caju para representar a culinária indígena em nossa séria sobre a culinária brasileira. Aqui você conhece um pouco mais sobre essa “fruta que não é fruta” e ainda aproveita a fibra do caju, aquela porção que sobra depois de fazer o suco de Caju.

O cajueiro é uma árvore de porte médio, podendo alcançar até 20 m de altura.  Ramificada, possui tronco inclinado e tortuoso, com copa arredondada que pode alcançar o solo. Suas folhas são onduladas, e as flores são pequenas, esbranquiçadas e perfumadas. A colheita do caju é de julho a dezembro e, em alguns casos, se estende até maio. São conhecidas cerca de 20 variedades de caju, classificadas segundo a consistência da polpa, o formato, o paladar e a cor da fruta (amarela, vermelha ou roxo-amarelada, dependendo da variedade).

É facilmente encontrado no Norte e Nordeste do Brasil. A castanha (fruto), por sua vez, tornou-se especiaria de luxo, indispensável na culinária nordestina e muito difundida em todo o mundo. Seu tamanho varia de 3 cm a 5 cm e apresenta coloração escura. A castanha-de-caju possui proteínas ricas em aminoácidos essenciais e alto teor de gorduras, característico das sementes oleaginosas. Para seu melhor aproveitamento in natura, o caju deve ser consumido no mesmo dia da compra e a casca deve ter cor firme, sem manchas ou machucados. Pode ficar na geladeira por, no máximo, dois dias.

Arroz com fibra de Caju

Rendimento: 6 porções (860g)
Porção: 2 colheres de servir (140g)

Ingredientes

1 Cebola pequena (95g)
2 dentes de Alho (6g)
1 caju grande (100g)
1 colher de sopa de Óleo (10ml)
1 e 1/2 xícara de chá de Arroz (250g)
2 e 1/2 xícaras de chá de Água (600ml)
1 e 1/2 colher de chá de Sal (5g)
1 colher de café de Pimenta-do-reino (0,5g)
2 folhas de Louro (1g)

Modo de preparo

1. Refogar a cebola, o alho e a fibra de caju no óleo;
2. Acrescentar o arroz e refogar por aproximadamente 30 segundos, mexendo sempre;
3. Acrescentar a água, o sal, a pimenta-do-reino e a folha de louro;
4. Cozinhar até que absorva toda a água e cozinhe o grão.
Obs.: esta receita aproveita a fibra do caju depois de feito suco da fruta.

 

Fonte

Alimentos Regionais Brasileiros, livro do Ministério da Saúde (2015)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s