“Alho por alho, dente por dente” e as formas de se consumir essa delícia

Nenhum comentário

O alho é um dos ingredientes mais usados na cozinha brasileira, principalmente como tempero. Se você sabe fazer arroz, deve se lembrar de sua mãe, avó, pai ou quem quer que seja, te ensinando a descascar, picar, triturar ou amassar o alho para fazer aquele par inseparável com a cebola, certo? Há quem prefira não usar o alho por acreditar que ele causa mau hálito, mas uma coisa é certa: o sabor dele é incrível! Ficamos, portanto, entre a cruz e a espada, ou melhor, entre o sabor e o hálito (nada que escovar os dentes e a língua não resolva, não é mesmo?).

Além de entrar como tempero do arroz, o alho é muito usado em diversas outras receitas. Aí entra também a questão da criatividade para seu uso: torrado, molho, creme, assado, na manteiga, no azeite ou como chips. As formas são realmente inúmeras, tudo depende do quanto o alho agrada seu paladar e quão dispostas estarão as pessoas de seu convívio para aguentar você comendo alho a semana inteira!

Brincadeiras à parte, o alho realmente é um produto muito versátil. O sabor ardido e a capacidade de enriquecer todos os tipos e pratos o tornaram indispensável. Como a echalota cresce formando uma cabeça composta por dentes individuais, cada um em seu envoltório próprio. Costuma ser colhido quando maduro e posto para secar, mas também pode ser colhido quando está “verde””ou “úmido”, e usado mesmo sem estar seco. Dependendo do seu preparo, pode ter gosto suave e doce ou pronunciado e picante, com aroma acentuado existem duas subespécies: a de haste macia, flexível e fina e a de haste rija, longa e fibrosa, em cuja ponta surge um bulbo que produz flores e bulbilhos.

O alho também tem algumas propriedades medicinais importantes. Além de combater a tuberculose, o reumatismo, a nefrite, o cálculo renal, o excesso de triglicerídeos e a inflamação do intestino, ele também auxilia no tratamento de afecções hepáticas, feridas, bronquite, gripe, tosse, catarro no peito, dores reumáticas, herpes labial, cólicas menstruais, corrimentos vaginais, excesso de colesterol, verrugas, dor de ouvido, dor de dente, prisão de ventre eventual, cistite, febre, sinusite, sarnas, inflamação na garganta, coceira, pruridos, frieira, feridas antigas, hemorróidas, fístulas anais, excesso de ácido úrico, asma, radicais livres.

Ufa… a lista é grande, mas ainda tem ele tem outras propriedades muito relevantes. Você pode conferir todas na página do alho lá no site da Hortie

Apesar das várias possibilidades de receitas, escolhemos apenas uma para você aproveitar aqueles dentes de alho esquecidos na geladeira. Antes de perdê-los, por que não transformá-los em conserva? A receita abaixo é do site Cura pela Natureza.

 

Alho em conserva

INGREDIENTES

Meio quilo de alho descascado
Meio copo (americano) de vinho branco seco
Meio copo (americano) de água
Meio litro de vinagre branco
2 folhas de louro
1 colher (sopa) de orégano
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
6 grãos de pimenta-do-reino
1 colher (sopa) de sal

MODO DE PREPARO

Comece levando ao fogo o vinho, o vinagre, a água, o azeite, o orégano, o sal, as folhas de louro e os grãos de pimenta-do-reino.

Deixe cozinhar até levantar fervura.

Acrescente o alho descascado. (Para descascar o alho com mais facilidade, deixe-o de molho em água fria por uma hora.)

Cozinhe por mais três minutos.

Desligue o fogo e deixe esfriar.

Coloque em vidros de conserva bem esterilizados.

Quando esfriar, agite os vidros e guarde-os na geladeira.

Depois de cinco dias, a conserva estará pronta para consumo.

Sugestão de consumo: em saladas, sanduíches, como um aperitivo ou como sua imaginação mandar.

 

Fontes

O Grande Livro dos Ingredientes – Publifolha – 2014
Verduras e Legumes que Curam – Editora Vozes – 2013
Conserva de alho é medicinal, saborosa e não deixa hálito ruim, do site Cura pela Natureza 
10 dicas pra fazer o alho brilhar nas suas receitas,do site Destemperados Food Experience 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s