Guia Alimentar para a População Brasileira – vem conhecer!

Nenhum comentário

Você já ouviu falar no Guia Alimentar para a População Brasileira? Sabe que esse documento é reconhecido no mundo como um dos melhores guias alimentares? Tem ideia de que a sua construção é resultado de uma ação coletiva entre famílias, nutricionistas, médicos e muitos outros profissionais? Não? Então vem que a Hortie vai te esclarecer muitas coisas hoje!

“A alimentação saudável deve fornecer água, carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, fibras e minerais, os quais são insubstituíveis e indispensáveis ao bom funcionamento do organismo.”

​S​eparamos alguns trechos e dicas do Guia que, além de valer muito a pena a leitura, são esclarecedores e, acredite: libertadores!

  • Alimentação saudável não é alimentação restrita: “As diretrizes específicas para profissionais de saúde e membros de famílias, sempre que possível, são quantificadas e expressas como limites de consumo ou por número de porções. Recomendações qualitativas, tais como coma mais frutas, legumes e verduras ou modere o seu consumo de açúcar”;

 

  • A qualidade do que você come deve fazer parte da sua vida desde sempre: “Os Atributos da Alimentação Saudável têm* como enfoque prioritário o resgate de hábitos alimentares regionais inerentes ao consumo de alimentos, produzidos em nível local, culturalmente referenciados e de elevado valor nutritivo, como frutas, legumes e verduras, grãos integrais, leguminosas, sementes e castanhas, que devem ser consumidos a partir dos 6 meses de vida até a fase adulta e a velhice”

 

  •  Comida saudável tem MUITO sabor: ​”O argumento da ausência de sabor da alimentação saudável é outro tabu a ser desmistificado, pois uma alimentação saudável é e precisa ser pragmaticamente saborosa. O resgate do sabor como um atributo fundamental é um investimento necessário à promoção da alimentação saudável.” Estamos sendo habituados a práticas que muitas vezes vinculam o sabor ao consumo de alimentos industrializados especiais e não privilegiam os alimentos naturais. Os famosos pratos compondo refeições coloridas e saborosas que incluem alimentos tanto de origem vegetal como animal são saudáveis e essenciais;

 

  • Os alimentos não processados ou pouco processados devem ser maioria na sua alimentação: “Os cereais, de preferência integrais, as leguminosas e as frutas, legumes e verduras, no seu conjunto, devem fornecer mais da metade (55% a 75%) do total de energia diária da alimentação”;

 

  • Praticidade e saúde é possível:​”O crescente consumo de alimentos industrializados, pré-preparados ou prontos que respondem a uma demanda de praticidade”. Entendemos a demanda de praticidade do cliente, mas a saúde e qualidade da alimentação deve vir em primeiro lugar. Por isso: #FazHortie !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s